Anjinha


Sem saber o que possa acontecer,
Eu decidi logo ao amanhecer,
Que na próxima vez eu não teria medo,
De finalmente poder me envolver,
Sentir em fim o meu peito arder.
 
Caminhando para encontrar o meu lugar,
Andando triste por estas ruas eu vejo uma luz,
Que fez meu coração bater e meu peito arder,
Tão jovem e tão bela que a chamei,
De minha Anjinha.
 
Mal lhe conheci para ser sincero,
E sem saber o que está para acontecer,
Eu decidi me envolver,
Um amor impossível talvez,
Mas nesta história eu não vou deixar de acreditar.
 
Pois tudo que eu posso hoje,
É pedir que guarde o meu lugar ao lado seu,
Para que quando estivermos juntos novamente,
Eu possa te fazer a anjinha mais feliz deste céu azul,
Desta pequena historia de amor.
Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: